Semana da Água

04-abr-2005

Dia Mundial da Água 2005
2ª Semana Alagoana da Água

de 16 a 22 de março de 2005.

Conheça o projeto e a Agenda de Eventos.

Este foi o maior conjunto de atividades voltadas à discussão da questão da água, já realizada em Alagoas. Mais de 70 eventos em todo o Estado! Aqui, fotos dos eventos realizados. 
A repercussão na imprensa está aqui.

A água é elemento fundamental para a vida na Terra. Principalmente nos últimos tempos, este tema tem sido objeto de intensa discussão e justificada preocupação.

As perspectivas de avanço da escassez, quer pelo aumento da demanda, quer pelo intenso processo de poluição desenvolvido por uma população humana sempre crescente, estão a exigir a mudança de hábitos e o desenvolvimento de novas tecnologias mais voltadas à racionalidade no uso deste recurso tão importante.

Sensível a esta situação, a Assembléia Geral das Nações Unidas, em sua 78ª Plenária ocorrida em 23 de dezembro de 2003, decidiu proclamar o período que vai de 2005 a 2015, como a Década Internacional para Ação - “Água para a Vida”, a iniciar-se em 22 de março de 2005, Dia Mundial da Água.

Em todo o mundo, serão realizados eventos alusivos à data que, no próximo ano (2005) ganha, pois, significado especial por iniciar a Década Internacional Para Ação - “Água para a Vida”.

No Nordeste brasileiro, a discussão sobre este recurso é plenamente atual por permitir o desenvolvimento de um conjunto tão amplo quanto abrangente de atividades que permitam a formação de uma nova consciência coletiva sobre a água, sua importância e usos.

Alagoas encontra-se numa posição geográfica e politicamente estratégica, pois capitaneia, nos vários fóruns nacionais, as discussões sobre, por exemplo, o destino que a nação brasileira dará às águas do Rio São Francisco.

Neste contexto é oportunidade imperdível a proximidade da data escolhida pela ONU, para que possamos realizar um conjunto de atividades que envolvam estudantes, professores, profissionais, pesquisadores, políticos, entidades governamentais e não governamentais, empresas privadas, enfim, todos os homens e mulheres que precisam estar informados da necessidade de mudanças em nossa cultura de utilização da água.

Neste cenário a ABES/AL – Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental (seção Alagoas) propôs a formação de Comitê Inter-institucional para a programação e viabilização de um conjunto de eventos a ocorrer durante a semana de 16 a 22 de março de 2005, em todo o Estado de Alagoas, em todos os ambientes e espaços possíveis, envolvendo os mais diversos protagonistas, constituindo-se na primeira Semana Alagoana da Água, comemorativa da abertura da Década Internacional para Ação - “Água para a Vida”, no Estado.

A presença de novos governantes nos diversos municípios cria, ainda, um clima positivo que poderá contribuir para a participação mais ampla das municipalidades e suas estruturas de saúde, educação, abastecimento d´água e meio ambiente, entre outras.

A exemplo de eventos semelhantes, já tradicionais em Estados como o Rio Grande do Sul, por exemplo, a Semana terá, em sua programação, exposição de fotos, pinturas e outros trabalhos artísticos, produzidos em escolas ou por profissionais e amadores, caminhadas ecológicas, ciclos de palestras, seminários diversos, oficinas de trabalho, seções de debates sobre o tema, festas, inaugurações de parques e locais públicos voltados à questão da água, exibição de filmes e peças de teatro, enfim um conjunto interminável de atividades que serão muito enriquecidas com a criatividade de nosso povo.

Mande a informação sobre seu evento, com data, local, horário, título, pessoa e forma de contato. Estas informações estarão no folder que estaremos produzindo para auxiliá-lo na promoção de seu evento. 

Ao Comitê caberá a divulgação do evento a o incentivo para a participação de todos, dando-lhe visibilidade e, quando possível, viabilizando-o financeiramente através de parcerias a serem formadas.

A princípio, espera-se a participação de instituições como por exemplo:

·        Organizações internacionais como a ONU, OEA, OPAS e AIDIS, entre outras;

·        Governo Federal, através dos Ministérios de Meio Ambiente, das Cidades, Minas e Energia, Integração Nacional, além de entidades como o IBAMA e FUNASA;

·        O Governo do Estado através de suas Secretarias de Meio Ambiente, Recursos Hídricos e Naturais, Comunicação Social, Defesa Social, Saúde, Educação, Instituto do Meio Ambiente, Polícia Militar e Corpo de Bombeiros, entre outros;

·        Governos Municipais e suas estruturas locais de educação, saúde e meio ambiente, em especial;

·        Prestadores de serviço na área do abastecimento d´água e esgotamento sanitário;

·        Entidades não governamentais diversas, voltadas à preservação e educação ambiental;

·        Entidades profissionais e recreativas que se preocupem com a discussão da questão;

·        Poder Legislativo, seja estadual, seja municipal, Poder Judiciário e Ministério Público;

·        Empresas privadas, indústrias, bancos públicos e privados, empresas do comércio ou da área de serviços;

·        Colégios, escolas diversas, Universidade e institutos de ensino superior;

·        Empresas de comunicação, jornais, rádios e televisões, revistas e editoras;

·        Clubes de serviços, como o Rotary ou o Lions, os sindicatos e entidades patronais, entidades de voluntários como os escoteiros, grupos religiosos e não religiosos;

·        Comitês de Bacias, Conselhos de Meio Ambiente e outras estruturas de apoio à decisão em questões ambientais e de recursos hídricos.

Esta relação, evidentemente, não se esgota nesta primeira listagem e deverá ser enriquecida ao longo do processo de preparação do evento.

Dado ao fato de que se propõe a realização de uma primeira experiência, num contexto de continuidade das atividades ao longo de, pelo menos, uma década, espera-se, inicialmente, que os promotores de cada evento, nos diversos cantos de Alagoas, planejem suas atividades e equacionem suas demandas financeiras localmente, sem que seja necessária a existência de um fundo central de suporte orçamentário.

O Comitê proposto será apoiado por coordenadoria executiva contratada, especializada no gerenciamento de eventos, e custeada por patrocínios específicos. Estes patrocinadores viabilizarão ainda a edição, produção e veiculação de material promocional, impresso ou não, dando ênfase a todas as atividades consideradas na agenda da semana, em todos os locais do Estado.

Mande seu e-mail e sua sugestão. Junte seus amigos, colegas, alunos, companheiros e elabore sua proposta de atividade. Mobilize sua comunidade e informe-nos sobre o evento que você e seus turma vão realizar. Assim teremos uma verdadeira onda de ação positiva em favor da preservação deste bem que é de todos: a Água!